quarta-feira, 20 de novembro de 2013

Dia do lixo: Certo ou Errado?

Estamos num processo onde muitas pessoas acabam se enganando principalmente com os feriados e finais de semana. Uma folguinha da dieta, pois ouviu dizer que faz bem tirar um diazinho pra escapar, né? Não é bem assim...  

 

Esse dia famosíssimo é mais conhecido como Dia do Lixo, onde a proposta é dar um ‘‘susto’’ no organismo. Sua importância é bastante citada durante as dietas pois nesses períodos os níveis de leptina (agente regulador de fome e metabolismo do organismo) caem, com isso, você queima menos calorias. 

 Quem esta no começo de uma dieta vê resultados mais rápidos, justamente por conta da extrema readaptação do antigo cardápio e rotina de atividades físicas. Nesse caso, isso ocorre como um mecanismo de defesa, pois nosso corpo interpreta da seguinte forma: ‘Estou recebendo tantas calorias para manter tudo funcionando (Como coração batendo, cérebro perfeito, rins e fígados, etc) e ainda tenho que ter energia para os exercícios físicos… É melhor eu desacelerar para que não falte combustível!. Dessa maneira que o seu organismo começa a desacelerar para que não falte energia para manter ativas suas funções mais importantes.

Então, daí se entende que devemos sim fazer o dia de lixo, né?


Não! Pelo menos não da forma que vocês imaginam...

Uma forma de enganar esse mecanismo que é ativado sem que a gente escolha, é tirar um dia da semana para aumentar o número de calorias da qual estejamos ingerindo (tá, até aí entende-se que devemos fazer um dia do lixo) porém, se nosso corpo já está adaptado a nutrientes positivos (sem excesso de gorduras, açúcares, carboidratos do bem como já vimos aqui antes e NADA de frituras), vale a pena escapar um dia e fazer tudo diferente? 

Não. Nosso corpo já está adaptado sem esses excessos do mal, e a ingestão deles pode levar alguns hábitos e funções positivas por água abaixo - as vezes até o trabalho de uma semana inteira. O ideal é que façamos sim um dia diferenciado (aumentando o número de calorias ingeridas) uma vez na semana para conquistar essa quebra de homeostase. 

 A proposta então é a seguinte: UM dia da semana, aumente de 25% a 50% a quantidade de calorias ingeridas normalmente dentro da dieta e duplique a quantidade de carboidratos (bons), porém, mantenha os princípios do seu dia a dia nessa data também: Coma as mesmas coisas, só que em maiores quantidades ou com um intervalo menor entre uma refeição e outra. 

Não estou dizendo que você nunca mais vai comer uma pizza, uma feijoada, um docinho... Vai! mas não agora, não nessa etapa, somente numa ocasião muuuuuuuuuito especial! Para que você não engorde novamente depois que atingir sua meta, seu corpo precisa de, pelo menos, UM ANO de manutenção. Depois desse período, dificilmente você voltará a engordar. 
 
 O nome Dia do Lixo é pesado, mas faz muito sentido: É assim que você se sente um dia depois dele se não tiver instrução na hora de fazê-lo e comer tudo que tem vontade. Sugiro a mudança desse nome, pelo menos para nós aqui: Dia do Prato Cheio!

 Emagrecer requer muitos esforços, força de vontade, mas seus resultados darão a você muito mais que quilos a menos - Te darão consciência do quão forte você é.
‘Quando você tem um quintal sujo pode cair uma arvore inteira nele que não irá parecer, porém quando você tem um quintal muito limpo, qualquer folha que nele o caia irá parecer que ele esta imundo!’.

Beijos, 

Carol Procópio

Um comentário:

Leandro Oliveira disse...

já vi profissionais darem dicas erradas
Exato muitos se enganam e comem demais depois caem na tentação o ideal e comer um coisinha só pra fazer o dia do lixo mai não vá num rodízio de pizza né abraço bjus